06 setembro 2010

Sermão - As maravilhas de um Deus maravilhoso

Texto base: Josué. 3.5

Introdução:

Depois da segunda guerra mundial, por um período de 45 anos (1945-1990), o mundo ficou dividido político-ideologicamente por uma Ordem Bipolar. A chamada Guerra-Fria dividiu o mundo em países capitalistas e socialistas/comunista, até surgir umaNova Ordem Mundial.

Depois da reforma protestante, promulgada por Martim Lutero em 1517, onde ele pregou suas 95 teses contra a Igreja Católica, no Castelo de Wittemberg, na Alemanha, o mundo religioso também passaria a partir dali, a si dividir.

De maneira que hoje, quase 500 anos depois dessa reforma, temos varias divisões de grupos religiosos. Entre eles, estão os Tradicionais, os Pentecostais e os Neos-pentecostais, este último, por sua vez, tem trazido para o seio da igreja, as mais infames heresias, e as mais infundadas teologias. Os promotores desta teologia, falam o que Deus não mandou, reivindicam o que Deus não exigiu e asseguram o que Deus jamais prometeu. De maneira que por causa deles, o evangelho de Cristo tem caído em descrédito, e as promessas realmente bíblicas têm sido banalizadas e/ou ridicularizadas.

Mas a verdade é que nas paginas da Bíblia Sagrada, existem de fato muitas e grandes promessas de Deus feitas á seus povo (em parte para os hebreus, é verdade).

No texto citado, existe uma promessa feita por Deus ao seu povo, os hebreus: - “... farei maravilhas no meio de vós.”, promessa essa, que foi cumprida cabalmente (a travessia do Rio Jordão, a conquista de Jerico...). Todavia, as promessas de Deus feitas inicialmente a Abraão e sua benção sobre ele, estendem-se não somente aos seus descendentes fisicos - o povo judeu, mas a todos aqueles que com fé genuína aceitam e segue a Cristo, a verdadeira posteridade de Abraão (Gl. 3.7)

Contudo para a realização dessas maravilhas, o texto nos faz refletir sobre algumas realidades consideradas Deus. Vejamos:

F.T. Para alcançarmos as maravilhas do Deus maravilho é preciso:

I – ATENTARMOS PARA A EXIGENCIA DE DEUS “Santificai-vos...”

Em todos os tempos, desde a formação do seu povo (judeus), uma das exigências de Deus é a santidade por parte daqueles que querem lhe servir e conseqüentemente receber dEle suas maravilhas (Lv.20.2).

Antes de se encontrar com o povo no Monte-Sinai, Deus fez a mesma exigência (Ex. 19.10).

Veja que a ação do verbo “santificai-vos”, está no modo imperativo.“Santificai-vos”, aqui não é uma condicional. É algo Imposto sem discussão, algo indiscutível, incontestável. É UMA EXIGÊNCIA.

Santificação ainda continua sendo uma das exigências de Deus para o seu povo Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação...” diz o apostolo Paulo. (Ts.4.3). Pois ... não nos chamou Deus para a imundícia, mas para a santificação”, completa ele. (I Ts.4.4)

Santificação é manter-se separado, colocado a parte, de tudo que é pecado; é consagrar-se para Deus e dedicar-se a sua obra.

A Igreja precisa de lidere que possam seguir o exemplo de Moisés nesse desafio. A Bíblia Sagrada diz que: “Moisés desceu do monte e santificou o povo...”(Ex. 19.14)

Santificação ainda deve se a tônica da igreja nos nossos dias. Pois, sem santificação jamais alcançaremos algo da parte de Deus, nem jamais o veremos.Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor...” (Hb. 12.14)

Só alcançarão as maravilhas do Deus maravilho aqueles que aprendem que Deus é Santo e que exige santidade por parte daqueles que nele espera,

F.T. Para alcançarmos as maravilhas do Deus maravilho é preciso:

II – ATENTARMOS PARA O TEMPO DE DEUS “... amanhã...”

Nós vivemos em uma Era pós-moderna. Onde as coisas acontecem no tempo imediato. Onde os resultados são sem demoras; são instantâneos. E às vezes queremos transferir, esse contexto social, cultural e terreno e humano, para as coisas de Deus.

Nesses últimos dias, temos visto e ouvido pastores, lideres prometendo bênçãos, maravilhas e milagres, para dia e hora marcada. Agendando e determinando o tempo para Deus fazer “maravilhas”. Como se Deus fosse uma criatura e pudesse ser manipulado; e não Criado, o todo Poderoso.

A palavra “manhã” usada neste texto, não significa, no dia seguinte. A palavra “amanhã” usada aqui, no original hebraico, é a palavra “ machar-rxm”cuja conotação é: em algum tempo ainda por vir, em algum tempo no futuro.

Só alcançarão as maravilhas do Deus maravilho aqueles que aprendem que Deus, não é um deus temporal. Que Ele é Senhor do tempo.

Só alcançarão as maravilhas do Deus maravilho aqueles que aprendem que as coisas acontecem no tempo que lhe convém. No tempo que lhe for favorável, interessante, oportuno, adequado. No tempo e no momento correto, cujos resultados são bons e perfeitos.

Vale apenas esperar o tempo (te-‘eth) de Deus. “o choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pelo amanhecer” (Sl. 30.5)

F.T. Para alcançarmos as maravilhas do Deus maravilho é preciso:

III - ATENTARMOS PARA A GARANTIA DE DEUS “... fará...”

Na contramão daquelas pessoas que são iludidas e atraídas pelos falsos mestres e por suas falsas promessas, falsas bênçãos e falsos milagres, com local, dia e hora marcados; tem pessoas que se escandalizam em Deus e o abandonam, como se Ele fosse o culpado pelas suas frustrações. Essas pessoas estão decepcionadas com Deus e o culpa por não alcançaram essas maravilhas prometidas, quando na verdade, Ele se quer as prometeu.

Mas é verdade que existem promessas feitas por Deus a seu povo. Josué não tem duvida, e sua palavra é de afirmação, ele diz: “... o Senhor fará...”.

Ele penhora próprio nome do Senhor. É bom lembra que propositalmente, Josué usa o nome próprio do único Deus verdadeiro (hwhy – Javé, Aquele que existe). O verbo fazer, aqui no futuro do indicativo, em hebraico é ´asah- hse, e significa manufaturar, realizar, fabricar. Isso garante o cumprimento das promessas de Deus feito a seu povo.

Uma das características de Deus é a fidelidade com sua palavra. Deus é imutável em suas promessas.

Moisés sabia disso e se preocupou em repassar para todo o Israel a fidelidade de Deus ao seu povo e a suas promessas. Ele registrou o que o profeta Balão disse a Balaque: “Deus não é homem, para que minta; nem filho de homem, para que se arrependa; porventura, diria ele e não o faria? Ou falaria e não o confirmaria?” (Nm.23.19). O que Deus promete, Ele cumpre.

Salomão também pode ver as promessas do Senhor feitas a seu pai Davi, e falou a respeito da fidelidade de Deus a sua própria palavra e promessas.“Bendito seja Senhor, que deu repouso ao seu povo de Israel, segundo tudo o que prometeu; nem uma só palavra caiu de todas as suas boas palavras que falou pelo ministério de Moisés, seu servo.” (I Rs. 8.56)

Portanto, só alcançarão as maravilhas do Deus maravilho aqueles que aprendem a confiar nas garantia que Deus da em relação as suas maravilhas.

Vale apenas confiar em Deus, Poe Ele honra e abençoa os que nEle confiam.“Ora, sem fé é impossível agradar-lhe, porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que é galardoador dos que o buscam.”(Hb.11.6)

Pois assim diz o Senhor: “... e saberás que eu sou o Senhor, e que os que confiam em mim não serão confundidos”. (Is. 49.23)

Conclusão:

Quero desafiar você a continuar aguardando as maravilhas do Deus maravilho. Mas consciente que para alcançar tais maravilhas, é precisoatentar para a exigência de Deus, para o tempo de Deus e para a garantia que esse mesmo Deus da as suas maravilhas prometidas.


Pr. Francisco Adilberto Alves da SIlva.


Nenhum comentário:

Postar um comentário