14 novembro 2011

Sermão - Por Ti darei a minha vida

Texto base - Lc. 10.2-37

Estamos em uma crise muito grande. Parece que sempre estivemos nessa crise. É a crise do saber e do fazer. O nosso conhecimento não tem estado de acordo com aquilo que fazemos. Saber de mais não significa fazer demais.

O nosso grande desafio é sair da teoria rumo à prática. Nesse texto há uma pessoa, tal como nós, que sabia o que fazer com Deus, mas não sabia o que fazer com o próximo. Se ávida cristã fosse só Deus estava muito bom, pois sabemos exatamente o que devemos fazer com ele:

Pra Deus eu faço um culto oro, canto, me emociono, jejuo, etc...

Eu sei exatamente o que fazer pra Deus. O que nem aquele homem sabia era o que fazer com o próximo. A teoria, tanto ele quanto nós sabemos: “Amarás ao teu próximo como a ti mesmo” v.7. Não sabem sé praticar o que decoramos.

Quando ouço esse tema: Por Ti Darei Minha Vida, não desejo apenas entender o eu devo fazer com Deus a nível de contrição e devoção. Não desejo entender a entender a espiritualidade de maneira mística e impessoal, mas entende-la de maneira pessoal e humana. Que vá além do que temos feito. Acredito que foi isso que Jesus quis dizer àquele doutor da lei:”Vá além do que você faz”.
Entendemos que dar a vida a Deus não pode ser apenas entregar a alma, mas tudo o que temos e somos, todo o nosso corpo, todos os nossos projetos pessoais, todos os nossos planos, seja para o presente ou para o futuro, mas entregar não de maneira mística, mas d uma maneira concreta, fazendo o que ele fez por cada um de nós.

Você quer entregar a sua vida a Deus?

PRIMEIRO - ABRA MÃO DE SE JUSTIFICAR DIANTE DE JESUS - V.29a

Enquanto estivermos nos justificando a nós mesmos nada faremos de relevante para as pessoas. Aquele homem não sabia quem era o seu próximo. Ele sabia ao versículo, mas não sabia quem era o próximo. Notemos que ele era um doutor da Lei, um homem entendido no assunto de religião, mas disse que jamais soube quem era a pessoa que ele deveria amar.
As nossas justificativas nada são diante daquele que tudo sabe. Mas ainda assim Jesus agiu de misericórdia com aquele homem explicando quem era o seu próximo.

Você quer entregar a sua vida a Deus?

SEGUNDO - ENTENDA QUE A SUA DEVOÇÃO A DEUS NÃO COMPENSA O QUÊ VOCÊ DEVERIA FAZER PELAS PESSOAS

Havia um ditado entre os judeus que se a pessoa entregasse sua vida ao Senhor totalmente, ela ficava isenta de servir aos pais (Mt 15.4-5), ou seja, o serviço a Deus era entendido como um meio para ficar isento de qualquer benefício pelo próximo, principalmente pelos pais. Jesus chega agora e faz diferente, ele apóia o mandamento completo e explica que uma coisa não nos isenta das outras.
Muita gente diz: eu não ajudo ninguém, mas estou orando muito. Não contribuo para colaborar com as pessoas, mas participo de todos os cultos. Jamais ajudei alguém, mas estou acordando de madrugada para buscar a face do Senhor. Entenda que o que você faz em devoção ao Senhor, não compensa o que deve fazer pelas pessoas.

Você quer entregar a sua vida a Deus?

TERCEIRO - ENTENDA QUE VOCÊ DEVE COMEÇAR A ENTREGAR A SUA VIDA A DEUS ENTREGANDO-A PELAS PESSOAS

Nosso compromisso começa com as pessoas, e do compromisso que temos para com elas.

ILUSTRAÇÃO: Madre Tereza de Calcutá foi convidada para palestrar sobre ajuda aos necessitados num hotel 5 estrelas. Enquanto ela ia, encontrou algumas pessoas precisando dos seus serviços. Ela chegou duas horas atrasada no hotel, então perguntaram o que causou o atraso, ela respondeu: Eu estava fazendo algo que não podia deixar pra depois.

Entregar a vida ao Senhor é entregar a vida às pessoas. Jesus foi o maior exemplo de entrega. Ele se entregou a Deus se entregando a nós.

Religião que não envolve entrega a Deus e às pessoas não beneficia a ninguém.

ILUSTRAÇÃO: Samuel Escobar (colombiano) e Pedro Costas (Porto Rico). A FTL (Fraternidade Teológica Latino Americana) e o pacto de Lausane. Entendeu-se que O Evangelho todo tem que ser pregado pra o homem todo e para todos os homens. Surgiu o evangelho integral.

Entregar-se a Deus é entregar-se às pessoas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário